Quartzo negro ou ônix: qual a diferença?
26 de Abril de 2018

A nova coleção de joias Roberto Burle Marx por HStern é inspirada na mistura de formas contrastantes – curvas e linhas geométricas – bem como no forte jogo de cores, luzes e sombras que são presença constante na obra do multiartista.

Para imprimir este contraponto intenso de cores às joias, a aposta da casa foi o uso dos cobiçados diamantes brancos e do quartzo black,  uma gema de coloração negra homogênea e brilho extraordinário, que se sobressai sobre bases de ouro amarelo 18K ou prata de lei polida.

Anéis da coleção Roberto Burle Marx por HStern

Mas que gema é esta e qual a diferença dela para o ônix, outra conhecida pedra preciosa de cor similar?

Tanto o ônix como o quartzo negro fazem parte da família dos quartzos (um grupo de minerais que possui composição química idêntica ou semelhante – clique aqui para saber mais). Porém, enquanto o ônix é mais propenso a ter camadas de crescimento de cores diferentes em sua formação, o quartzo negro se diferencia por apresentar a cor homogênea e o brilho excepcional desejados para compor as joias Roberto Burle Marx por HStern. Esta pedra preciosa também apresentou melhores resultados para uma lapidação em formato geométrico e plano, em alturas diferentes, para dar o efeito “rampa”, tão diferente e único, que se vê em algumas joias desta coleção. A precisão da lapidação de cada pedra é quase cirúrgica para alcançar o encaixe perfeito!

Confira nas fotos:

Brincos da coleção Roberto Burle Marx por HStern
Pulseira e colar da coleção Roberto Burle Marx por HStern

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *